Midcult

segunda-feira, julho 13, 2009

Casas Pernambucanas ou Tostines? Eis a questão

Como já deu pra perceber, as duas moças que fazem este blog são um tanto quanto antigas. Para manter a tradição, eis que me lembrei de alguns comerciais de TV “do tempo do onça”, como dizem por aí. Tudo aconteceu porque, com esse friozinho que faz em Sampa, uma amiga fez aquela brincadeira quando eu bati na porta do quarto dela: “Quem bate?” – “É o friiiiio!”.

Bom, já deu pra perceber que o jargão acima pertence ao comercial das Casas Pernambucanas, né? Se não, esqueça e vá ler outro blog. 😉

Olhem só, de 1962:

O que dizer, então, da propaganda dos cobertores Parahyba? A professora do jardim da infância cantava a musiquinha naqueles dias em que a gente dormia no colégio durante a tarde.

Agora, o bordão mais famoso do que o de Hamlet: “Vende mais porque é fresquinho ou é fresquinho porque vende mais?”.

Cintia Santiago, que adora ter um motivo pra falar de coisas antigas

All the old ladies

Às vezes a vida nos dá uns realities checks quando menos se espera. Reality bites. Hard.

Estava fazendo a ronda habitual em blogs amigos. Chega a vez do blog da Marcela, minha amiga de faculdade. Ela havia pedido pra eu ler um determinado post, mas continuei xeretando. Até que cheguei em um que ela falava sobre uma night em que foi recentemente, especificamente da hora em que tocou Spice Girls.

Para ilustrar o post, ela colocou o link para o vídeo de Wannabe, com o seguinte comentário: “Acho muito válido postar um dos clipes que marcou nossa infância”.

“Nossa” quem, cara pálida? NOSSA QUEM?

O single de Wannabe foi lançado na Inglatera em 1996, quando as novidades musicais não chegavam imeditamente ao Brasil (acredite se quiser: a internet, então, engatinhava). Nos EUA o single só chegou às lojas em janeiro de 1997. Dois meses depois, eu entrava na faculdade de direito. Sim. Eu sentava nas cadeiras do sexto andar da Ala Frings, na PUC-Rio, e assistia aulas de direito romano, história do direito e afins, enquanto a Marcela, hoje na mesma turma que eu no curso de jornalismo, brincava de Spice Girls.

Já que não tem jeito mesmo, curtamos então Wannabe, single que vendeu mais de 6 milhões de cópias no mundo e ganhou o Brit Awards de 1997.

(para ver o clipe oficial da música, clique aqui)

Vou ali me matar e já volto. Ah, não preciso ter esse trabalho. Do jeito que tô velha, morrerei de “causas naturais” em breve.

Nádia Lapa

Blog no WordPress.com.