Midcult

quarta-feira, junho 16, 2010

Please stop the music

Filed under: Música — Nádia Lapa @ 17:00
Tags: , , , , ,

Aliás, pelamordedeus parem a música. Há covers muitíssimos bem feitos, como já falamos aqui e aqui, por exemplo.

Mas e quando a música original já é uma merda? Qualquer coisa que você fizer, mesmo se for um cover com batidinhas na caixa de fósforo, vai ser melhor? Jamie Cullum mostra que não. Sempre, sempre, sempre pode piorar.

O mancebo inglês pegou uma música horrenda da nossa não-tão-querida calopsita (conhecida também por Rihanna) e cometeu isso:

O original está aqui. Escolha qual você odeia mais.

Anúncios

quarta-feira, agosto 26, 2009

Castigo para o agressor da calopsita

Mais um capítulo da “novela” abaixo, ó:

Clique aqui. Aqui!

Enumero os episódios que mais me “cativaram”:

1) Chris Brown é condenado a cinco anos de liberdade condicional

Tudo bem. Ficou notório que o réu foi privado de ir e vir a seu bel-prazer. Mas ler “condenado à liberdade” – mesmo que condicional – dá uma certa agonia. Alô? Vamos melhorar o título? Grata.

2) Ele disse ainda ter pedido desculpas diversas vezes à intérprete de “Umbrella”.

Hã? Desde quando Rihanna é intérprete e Umbrella é música? A minha ex-calopsita, Nina, cantava melhor do que a mulher-de-malandro-moicana.

Cintia Santiago – ela mesma

quinta-feira, julho 23, 2009

Calopsita vibe

Filed under: Celebridades,Fofoca,Vergonha alheia — Nádia Lapa @ 14:36
Tags: , ,

Chris Brown se diz envergonhado por agressão a Rihanna

Eu também sinto uma vergonha relacionada à cantora:

oooooooooops:

Rihanna taí pra nos mostrar que não só nós, meros mortais, sofremos com um bad hair day.

Nádia Lapa

domingo, maio 31, 2009

Inutilidades de domingo

Comentários inúteis sobre notícias mais irrelevantes ainda.

katy perry

Don’t. Don’t. Please don’t. Katy Perry apresentou-se no MTV Music Awards do Japão vestida de sushi. Isso é pra disfarçar a sua tosca voz quando canta ao vivo?

***

Segundo notícia do Ego, a venda de calçolas aumentou muito no Reino Unido. A justificativa para tanto seria o sucesso de Lady Gaga lá por aquelas bandas. A cantora usa essas calcinhas de vovó como short, e as inglesas pretendem imitá-la no verão. Oi? Eu amo a Inglaterra, mas isso é a little too much. Digamos que os atributos físicos dos ingleses não são suas melhores armas. 

***

Cynthia Howlett “foi clicada” (o Ego adora essa expressão!) correndo na Lagoa ontem. 

cynthia howlett

Ué… Ela não levou o Chucky junto? 

***

‘Carreira de Wanessa Camargo era mal gerenciada’, diz seu empresário e marido – Sério, alguém me explica? Pq, até onde eu sei, ela continua meio zero à esquerda. Ou não?

***

Ai, a dor de cotovelo (neste caso, de costela, barriga, olho…)… A cantora Rihanna estaria espalhando fotos comprometedoras de Chris Brown pela internet. Não, não são fotos de sexo – até pq neste caso, ele é que sairia como O comedor, né, grande sociedade machista from hell? São fotos tosquinhas, no big deal. Além disso, ela teria dito que o rapaz é ruim de cama e que tudo o que ele sabe, foi ela que ensinou. Ok, then. Fica mais difícil de compreender, ainda, o motivo pelo qual ela continuou com ele após tantas agressões. Hum. Já sei. Além do título de maior-testa-do-planeta-terra-e-da-via-láctea, ela também é a conhecida “mulher de malandro”. Got it.

***

Rumores indicam que Nicole Kidman está grávida novamente. Ela não confirma, mas de uma coisa eu sei: se o útero ficasse na caixa craniana, ela estaria grávida de óctuplos.

nicole

 

***

Esperem a parte II, porque hoje o dia está recheado de notícias bombásticas que NÃO vão mudar a sua vida.

Nádia Lapa, que foi ali tirar a roupa da máquina de lavar e volta djá 

segunda-feira, maio 18, 2009

As mais ouvidas em 19 de maio

19 de maio é um dia ruim para a música. Péssimo, eu diria.

Hoje, a primeira colocada na Billboard é Boom Boom Pow, do Black Eyed Peas (recuso-me a colocar o vídeo, sorry).

Ano passado, era Take a Bow, da Rihanna. Aposto que você nem lembra qual é essa música, de tãaaaaaaaao relevante que ela é. A testuda-mulher-de-malandro também ficou em primeirão em 2006, com SOS (seria uma prévia das ligações pro 911 que ela ainda vai fazer?).

Outras músicas chatérrimas também nos aterrorizavam em outros 19 de maio: Maria Maria, do Santana (2000); Hollaback Girl, da Gwen Stefani (2005) e Mariah Carey nos assombrando em 1998, com My All, e em 1991, com I don’t wanna cry (nem eu, Mariah, nem eu). 

Os anos 2000 se perderam. A década de 1990, porém, tem uma única música boa. Nem é um grande exemplo, não, mas de fato é uma canção com alguma relevância até hoje: Vogue, da Madonna (número 1 em 1990). 

Na década de 1980 as escolhas dos ouvintes foram um pouco melhores. Em 1983, as pistas de dança eram tomadas por seres de cabelos toscos, ombreiras e maquiagem bizarra com Let’s Dance, do David Bowie (jornalista adora chamá-lo de “camaleônico”, né?). 

O U2 fazia sua looooooooonga escalada até o sucesso com With or without you, em 1987. A recentemente citada Kim Carnes trazia Bette Davis Eyes pro primeiro lugar em 1981. Um ano mais tarde, foi a vez de Stevie Wonder e Paul McCartney com Ebony & Ivory. E a década começou com Call me, do Blondie. E ainda há quem diga que os 1980 foram a década perdida. Então tá.

Indo bem mais lá pro passado, em 1965 os Beatles ficaram em primeiro lugar com Ticket to ride

Nádia Lapa

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.