Midcult

quarta-feira, julho 1, 2009

Master vergonha alheia

O Twitter é assunto recorrente em conversas, posts de blogs e até matérias jornalísticas. Hoje não foi diferente.

A polêmica da vez foi a criação do perfil@twpiratas. O que se poderia esperar de um grupo que une Marcos Mion, Junior (SandyJunior) e Marco Luque (outrora amor da minha vida)?

Os piratas, REVOLUCIONÁRIOS, em montagem da Folha
Os piratas, REVOLUCIONÁRIOS, em montagem da Folha

Se você não conhece ainda a história, prestenção:

No domingo, o @christianpior (perfil ótimo e fake do personagem do Pânico) mandou um “chupa” pro Ashton Kutcher (@aplusk). O ator americano havia comemorado antecipadamente a vitória dos EUA sobre o Brasil na final da Copa das Confederações. O jogo estava 2×0 pros gringos; quando virou para 3×2 Brasil, começou uma certa zoação com o marido da bela Demi Moore.

Ashton levou na brincadeira, quis saber o que significava “chupa” e até escreveu em português no twitter. O bom humor de Kutcher e seus milhares de seguidores colocaram o “chupa” nos Trending Topics, isto é, a palavra entrou na lista dos assuntos mais comentados do momento.

Como ego é algo que não tem limites, “Os Piratas” resolveram colocar outro assunto brasileiro nos Trending Topics. Provavelmente mandaram o recadinho por seus assessores de imprensa – que cavaram uma materiazinha aqui – mas fizeram mistério sobre qual seria o assunto abordado.

Todo mundo, porém, já sabia o que seria: uma campanha para derrubar Sarney.

O mico já havia começado com essa união bizarra, e eu achei que tinha chegado ao ápice com a escolha de uma campanha, a #forasarney, que já estava rolando há dias no Twitter.

Mas nãaaaaaaaaaaaaaaao, sempre se pode esperar mais de Marcos Mion e cia ltda. Ao perceber que o #forasarney estava chegando ao topo, disse que faltava derrubar “um tal de Honduras”. Ele perguntou, senhoras e senhores, o que era “Honduras”. Oi? Golpe de Estado mandou um alô!

Agora me diga: como um ser pretende politizar alguém se não sabe nem o que está rolando no mundo?

O mico tomou proporções não esperadas. Os gênios passaram a pedir auxílio a Ashton Kutcher para divulgar a “revolução”. Utilizaram um inglês macarrônico. Mion apelou pra um “sou VJ da MTV” e um ultra-mega-vergonhoso Feijoada! Samba!:

Oi, depilar a axila não é mico suficiente pra mim. EU QUERO É MAIS.
Oi, depilar a axila não é mico suficiente pra mim. EU QUERO É MAIS.

Depois de ser importunado por esses seres de outro mundo, Kutcher respondeu que nós, brasileiros, é que tínhamos de nos mover para conserguirmos estas mudanças.

Eu senti uma vergonha alheia tão grande por tudo o que aconteceu que desloguei do Twitter. Só vi os comentários hoje, e houve alguns ótimos – infinitamente melhores que a GRANDE ideia dos Piratas.

Leia:

Maurício Stycer

O mico no Estadão

E os piratas naufragaram

Pedro Neschling, total boiando.

Lele, do Virgulando, ótima

Ashton te despreza, no Rabisco Pop

Para completar a zoação, até vídeo do Keyboard Cat (engraçado como sempre) fizeram:

Updates no twitter acompanharam a vibe:

Cardosoaos @twpiratas: Da próxima vez que tentaram manipulação de massas tenham a decência de usar um bigodinho ridulo

kibelocoDizer que emplacou hashtag no Trending Topics do Twitter é mole. Quero ver emplacar um protagonista decente na novela.

poallinego coloca #chupa e #forasarney no mesmo balaio. amanhã colocam #xixicoco nos trending topics, só na união de forças.

poallimas antes alguém tem quer TER A IDÉIA do #xixicoco pra eles roubarem né?

ronaldrios ninguém aqui dorme comigo!!!!!!!!!11111111111 ashton kutcher diga pra eles que to certo para validar!!!!!!!!!!

Gozações à parte, é óbvio que a internet tem um poder que não dá pra mensurar e é um excelente canal para divulgar causas sociais. É quase de graça, atinge um grande número de pessoas e reverbera por diversos lugares do mundo.

Contudo, o mico fica por conta de fazer uma campanha de algo que já existe e defender aquilo como inovador, pedir ajuda a um cara que não tem nada com a nossa situação e ainda por cima continuar sentadinho na frente do seu Macbook.

Claro que não precisa fazer que nem o Tico Santa Cruz, mas revolução de sofá não faz cair presidente do Senado.

Nádia Lapa

Blog no WordPress.com.