Midcult

terça-feira, junho 2, 2009

The Beatles: Rock band

Filed under: Música,Rock,Tecnologia — Nádia Lapa @ 15:13
Tags: , , ,

Eu nunca joguei Wii. Parei no Mega Drive, sabe como é? Então, não posso dar opinião sobre vídeo-game, mas é sempre legal ver a “evolução” da tecnologia, especialmente quando vem com boa música. Em setembro de 2009 será lançado o jogo The Beatles: Rock Band.  Nele, você poderá escolher qual dos músicos você quer encarnar, onde quer tocar (Cavern Club! Abbey Road!) e qual instrumento. 

As músicas? As confirmadas são:

“I Saw Her Standing There” 
“I Want to Hold Your Hand” 
“I Feel Fine” 
“Day Tripper” 
“Taxman” 
“I Am The Walrus” 
“Back In The U.S.S.R.” 
“Octopus’s Garden” 
“Here Comes The Sun” 
“Get Back”

E tá rolando um vídeo promocional do jogo. É muito legal. Confere aí!

Nádia Lapa, que não gostava de I am the walrus antigamente, mas agora adora

Anúncios

terça-feira, maio 26, 2009

O sósia

Filed under: Celebridades,Fofoca — Âmbar Elétrico @ 01:05
Tags: , ,

Gente, o Paul McCartney não tá a cara do Roberto Carlos?

Paz e amor, bicho!

Paz e amor, bicho!

Cintia Santiago

Os primeirões de 26 de maio

Em 26 de maio de 2009, os chatos do Black Eyed Peas continuam em primeiro, com Boom Boom Pow.

Ano passado, a primeira colocada na Billboard era Lollipop, de Lil Wayne feat. Static Major. Gente, eu não tenho a menor ideia de quem seja essa pessoa!!! (a segunda pessoa, digo)

É a versão americana do nosso “Chupa que é de uva”. A letra a música diz “She lick me like a lollipop” (detalhe que eu, Nádia Lapa, MORDO pirulitos. Acho que não era a isso que Lil Wayne se referia, né?). 

Nem vou continuar falando dos anos 2000 porque semana passada já decidimos que as músicas são as piores de toda a história. 

Mas em 1997, tínhamos em primeiro lugar uma música muito, muito legal. A letra, sensacional. Os cantores, ultra sexies. Mmmbop, senhoras e senhores, com os digníssimos irmãos Hanson, também conhecidos como os Jonas Brothers dos anos 1990!

O vídeo não está completo. Não achei um que estivesse… E, vamos combinar, o melhor comentário ever no You Tube:

 

no offence, but i cant uderstand a word they say.

resposta: it isnt meant to be understood 

(não fui eu q escrevi isso, juro)

George Michael, antes de ser preso em banheiros públicos, total arrasava na década de 1980. Em 1988, ele era o primeiro com One more try. Três anos antes, quando ainda era do Wham!, foi a vez de Everything she wants (saca o cabelo!):

O melhor da década, porém, foi Flashdance, em 1983 (o nome da cantora é Irene Cara).

Na década de 1970, teve os Stones com Brown Sugar e Stevie Wonder com Sir Duke.

E os Beatles mandaram no mundo na década de 1960, mesmo. Em 1962, a ótima e boba Love me do e, em 1969, Get Back.

Agora tchau que tá começando Samantha Who.

Nádia Lapa, triste triste pq cancelaram o seriado

segunda-feira, maio 18, 2009

As mais ouvidas em 19 de maio

19 de maio é um dia ruim para a música. Péssimo, eu diria.

Hoje, a primeira colocada na Billboard é Boom Boom Pow, do Black Eyed Peas (recuso-me a colocar o vídeo, sorry).

Ano passado, era Take a Bow, da Rihanna. Aposto que você nem lembra qual é essa música, de tãaaaaaaaao relevante que ela é. A testuda-mulher-de-malandro também ficou em primeirão em 2006, com SOS (seria uma prévia das ligações pro 911 que ela ainda vai fazer?).

Outras músicas chatérrimas também nos aterrorizavam em outros 19 de maio: Maria Maria, do Santana (2000); Hollaback Girl, da Gwen Stefani (2005) e Mariah Carey nos assombrando em 1998, com My All, e em 1991, com I don’t wanna cry (nem eu, Mariah, nem eu). 

Os anos 2000 se perderam. A década de 1990, porém, tem uma única música boa. Nem é um grande exemplo, não, mas de fato é uma canção com alguma relevância até hoje: Vogue, da Madonna (número 1 em 1990). 

Na década de 1980 as escolhas dos ouvintes foram um pouco melhores. Em 1983, as pistas de dança eram tomadas por seres de cabelos toscos, ombreiras e maquiagem bizarra com Let’s Dance, do David Bowie (jornalista adora chamá-lo de “camaleônico”, né?). 

O U2 fazia sua looooooooonga escalada até o sucesso com With or without you, em 1987. A recentemente citada Kim Carnes trazia Bette Davis Eyes pro primeiro lugar em 1981. Um ano mais tarde, foi a vez de Stevie Wonder e Paul McCartney com Ebony & Ivory. E a década começou com Call me, do Blondie. E ainda há quem diga que os 1980 foram a década perdida. Então tá.

Indo bem mais lá pro passado, em 1965 os Beatles ficaram em primeiro lugar com Ticket to ride

Nádia Lapa

domingo, maio 10, 2009

Eu vi o John Lennon na rua

Filed under: Clipes,Música,Rock — Âmbar Elétrico @ 02:20
Tags: , , ,

Estava  eu caminhando pela  mais  paulista  das  avenidas (brega esta expressão),  quando,  de repente – e não mais que de repente -, vi do meu lado um rapazote ouvindo MP3. Até aí, mero detalhe, ou melhor, nenhuma novidade. O fato é que o gajo estava a cantar – e alto – Twist And Shout, sucesso dos Beatles.

Eu achei aquilo sensacional, ainda mais pelo fato do garoto ter, digamos, um estilo muito aprazível. Além disto, o acontecimento me fez lembrar que há muito tempo eu não ouvia esta música.

Composta por Phil Medley e Bert Russell, a canção fez muita gente dançar ao som dos gritinhos roucos de John Lennon.

Então, vamos pra pista!

Cintia Santiago, que está parecendo o boneco do posto neste momento.

sexta-feira, maio 1, 2009

Anos Incríveis

Filed under: Programas de TV,Velharia — Âmbar Elétrico @ 14:20
Tags: , , , ,

Continuando a fase “sim, estou nostálgica, e daí?”, vou agora externar o meu sentimento pela série Anos Incríveis. Todo-mundo-nessa-vida já parou alguma vez para assistir às aventuras de Kevin Arnold, um garoto semirretardado (alguém merece o Acordo Ortográfico?), que adorava uma menina meio vesga e de cabelo escorrido.

A série, produzida entre 1988 e 1993 por Neal Marlens e Carol Black, é ambientada nos Estados Unidos entre as décadas de 60 e 70. Kevin (Fred Savage) é um garoto um tanto atrapalhado de uma típica família americana de subúrbio. Tem um irmão feio e imbecil – Wayne (Jason Hervey) -, que vive tentando sabotá-lo. O pai, Jack Arnolds (Dan Lauria), é um notório chefe de família durão. Norma (Alley Mills) é a mãe cuidadosa; vive em função do marido e dos filhos.  A hippie Karen (Olivia d’Abo) é a irmã mais velha e não mora com eles.

familia-arnolds

Basicamente, mas não apenas isso, a história foca-se nas agruras, conquistas e descobertas do menino e do adulto Kevin. Junto de seu melhor amigo Paul Pfeiffer (Josh Saviano) – este sim um retardado completo – e de Winnie Cooper (Danica McKellar), a garota de seus sonhos, ele vive momentos engraçados, tristes e curiosos. E conquistou toda uma geração exatamente por isso.

kevin-e-winnie

O mais interessante é ter como pano de fundo das histórias toda a transformação pela qual o mundo passou naquela época. O movimento hippie, Woodstock, parte da evolução do rock, Elvis Presley…

Falando nisso, eu adoro o tema de abertura com Joe Cocker, na versão de “A Little Help Of My Friends” dos Beatles.

Eu juro que passaria um dia inteiro revendo a série, que foi exibida no Brasil pela TV Cultura, Multishow e Rede 21 – canal da TV Bandeirantes. Para os saudosos como eu segue um trecho:

Cintia Santiago, que um dia sonhou ter o cabelo da Winnie Cooper.

Blog no WordPress.com.